Vigário Geral, cónego Hélder Fonseca Mendes preside à festa e padre Pedro Lima faz a novena preparatória da festa que segue a orientação diocesana “A beleza de caminharmos juntos em Cristo”

O santuário do Bom Jesus do Pico está a viver, por estes dias, as suas festas maiores com a novena preparatória da grande festa que é celebrada anualmente no dia 6 de agosto.

O padre Pedro Lima, jovem sacerdote faialense recentemente formado em Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma e que, a partir de setembro, lecionará no Seminário Episcopal de Angra, recém regressado à diocese é o sacerdote que está a orientar este itinerário espiritual, que decorrerá até ao dia 4 de Agosto, com a celebração diária da Missa, às 19h30.

Uma hora antes de cada novena há sempre adoração Eucaristica com a exposição do Santíssimo Sacramento e é celebrado o Sacramento da Reconciliação.

Todas as novenas são transmitidas em direto pela Rádio Pico.

Durante o novenário o Santuário estará aberto até às 24 horas.

A solenidade do Bom Jesus do Pico será presida pelo Vigário Geral da Diocese de Angra, Cónego Hélder Fonseca Mendes.

No dia 5 de Agosto, haverá a Missa da Vigília pelas 19h30.

No dia 6 de Agosto, dia da Solenidade do Senhor Bom Jesus, serão celebradas duas Missas pela manhã, às 9h00 e às 11h00.

O ponto alto da Festa será a Solene Eucaristia, pelas 18h00, que neste tempo de pandemia constará de uma celebração campal no adro do Santuário, onde todos os fieis terão de respeitar o distanciamento e usar máscaras de proteção.

Terminada a celebração festiva as filarmónicas saudarão a Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus.

No dia 7 de Agosto haverá, pelas 19h30, a Eucaristia de encerramento presidida pelo Reitor do Santuário, padre Marco Martinho e, no final, será feita a mudança da Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso do trono do Santuário para a Sua capela.

As festas do Senhor Bom Jesus do Pico, um dos cinco santuários diocesanos dos Açores, decorrerão este ano de acordo com as regras em vigor neste contexto de pandemia, sem as procissões que lhe costumam ser associadas. Também dentro do Santuário serão observadas todas as regras de segurança e higiene, devendo os peregrinos respeitar as indicações dos acolhedores.

A festa do Senhor Bom Jesus Milagroso é uma das mais emblemáticas manifestações religiosas da Diocese de Angra e do Arquipélago dos Açores que conta com a participação de milhares de forasteiros, sobretudo das ilhas vizinhas e também da diáspora, entre 27 de julho até 7 de agosto.

A festa remonta a 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus.