Responsável pelo setor sublinha «perplexidade» provocada por esta opção de vida

A Igreja Católica em Portugal assinala até segunda-feira a ‘Semana do Consagrado’ 2015, dedicada aos membros dos institutos religiosos e seculares, para sublinhar o desafio que esta opção de vida representa na sociedade atual.

“O mundo em que vivemos reage de formas variadas diante do sinal que é a vossa vida de consagrados, a todos os títulos provocadora, seja com admiração e apreço, seja com desafeição ou desprezo. Facto é que a vossa vida a todos deixa perplexos, por ser sinal dos valores mais altos que todos sonhamos”, escreve D. Virgílio Antunes, bispo de Coimbra e presidente da Comissão Episcopal das Vocações e Ministérios.

Em pleno Ano da Vida Consagrada, a iniciativa tem como tema ‘Consagrados para anunciar o Evangelho’, com organização da Conferência Episcopal Portuguesa, a Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal (CIRP) e a Conferência Nacional dos Institutos Seculares de Portugal (CNISP).

“Agradecemos a vossa caridade ativa na relação com os mais débeis da sociedade, sinal visível da caridade de Cristo, que ama os pobres e pecadores”, assinala o bispo de Coimbra, na sua mensagem para a Semana do Consagrado.

D. Virgílio Antunes sustenta que o Evangelho continua a ter “a força de converter e salvar”, quando aparece como “uma vida, mais do que como uma ideia ou um discurso”.

“Acreditamos, por isso, que o vosso modo de fazer o seu anúncio é o que mais se aproxima da pregação feita por Jesus: Ele não pregava palavras, mas pregava-se a si mesmo; vós não pregais palavras, mas pregais Aquele que está em vós”, precisou.

A CIRP e a CNISP disponibilizam materiais para momentos de oração, celebração e reflexão, em www.cirp.pt e www.facebook.com/pages/CNISP/495249497178280.

Ao longo do Ano da Vida Consagrada, convocado pelo Papa Francisco, estão a ser divulgados vídeos com testemunhos de religiosos e sobre os seus institutos, através do YouTube.

CR/Ecclesia