Serão três dias de formação “intensa” refere o diretor do Serviço Diocesano da Pastoral litúrgica

As primeiras jornadas de liturgia da ilha das Flores realizam-se entre 6 e 9 de fevereiro, em Santa Cruz,  com destaque para a formação de grupos corais.

“Esta é de facto uma prioridade nas nossas ilhas pois se, por um lado, temos grupos com vozes extraordinárias e com uma execução técnica perfeita, por outro, temos um longo caminho a percorrer pois não se trata de afirmar o canto simplesmente pela sua vertente estética mas como forma de oração”, refere ao Sítio Igreja Açores o Pe Marco Luciano, diretor do Serviço Diocesano da Liturgia e que será um dos formadores destas jornadas.

Além do sacerdote irão participar nesta formação o Pe Luís Leal, do patriarcado de Lisboa e diretor do Serviço Nacional de Acólitos e o Pe Marco Sérgio Tavares, ouvidor adjunto de Ponta Delgada.

“Serão três dias de formação intensa com uma atenção no canto, nos acólitos e nos leitores”, refere ainda o Pe Marco Luciano, lembrando que estas jornadas “servirão essencialmente para aprofundar os ministérios da liturgia”.

A iniciativa decorre em Santa Cruz e pretende envolver toda a igreja florentina.

Este ano a Peregrinação Diocesana de Acólitos realiza-se em julho na ilha das Flores.