O bispo emérito é convidado do programa de Rádio Igreja Açores este domingo

Este domingo a diocese acolhe três novos padres formados no Seminário de Angra, a instituição que D. António Sousa Braga tanto estimou no seu episcopado e que continua a contar entre as suas favoritas.

“Rezo todos os dias para que o Seminário continue a fazer o que tem de fazer que é formar os sacerdotes dos Açores” referiu numa entrevista ao Programa de Rádio Igreja Açores que vai para o ar este domingo, às 20h00 no rádio clube de angra e na Antena 1 Açores.

O 38ª bispo de Angra, o segundo natural dos Açores, foi bispo diocesano entre 1996 e 2016.

“Continuo a exercer a meu ministério, celebro missa todos os dias; estou numa comunidade de formação de jovens sacerdotes e oriento a minha vida em função daquilo que é a vida da comunidade religiosa: conselhos de família, reuniões comunitárias; estou satisfeito, bem acompanhado e bem apoiado” refere o prelado emérito de Angra.

“ Um quarto do meu ministério sacerdotal foi passado na diocese de Angra e isso foi muito gratificante, fiz uma experiência muito positiva. Com o apoio do Vigário-Geral  e do clero, conseguiu-se implicar toda a diocese. Vivíamos um problema real e muito custoso,  mas os sacerdotes, as paróquias uniram-se e conseguiram motivar todo o povo cristão. O povo de Deus da diocese de Angra é que enfrentou com grande generosidade este problema. Só tenho de dar graças ao povo e ao clero”, afirmou.

Com 80 anos de idade, D. António Braga cruzou-se com quase todos os papas da segunda metade do século XX em diante.

“Guardo uma grande admiração pelo Papa Paulo VI, que me ordenou sacerdote, em Roma. Todos os meses releio a homilia que ele fez no dia da minha ordenação e faço uma pequena meditação. É muito importante”, adianta.

Questionado sobre os desafios diocesanos salienta que o Seminário é o principal desafio e lamenta que a caminhada sinodal, que é importantíssima e “ tem corrido bem” não tenha “dado mais frutos concretos”.

“O grande desafio é apoiar o Seminário pois ali se formam os futuros sacerdotes, é uma grande responsabilidade; é um sacrifício mas é preciso garantir o funcionamento do Seminário, que tem professores muito bem formados em Roma” adianta ainda.

O programa de rádio Igreja Açores vai para o ar este domingo depois do meio dia.

D.António de Sousa Braga vai celebrar no dia 30 as suas bodas de prata episcopais e escolheu a Igreja de Santo Espirito, na ilha de Santa Maria, sua terra natal, para a celebração.