Pelo Pe Ricardo Pimentel*

Meu querido Menino Jesus!

Escrevo-te do mais íntimo das cordas do meu coração. É uma carta escrita pela réstia de criança que ainda há em mim.

Mais um ano se passou com a rapidez de um tempo que não mais voltará atrás…

Há quem diga que o tempo é dinheiro. Estão muito enganados os que assim pensam: o tempo vale muito mais que ouro porque não se recuperará; principalmente o tempo que Tu, querido Menino, nos ofereces para fazermos de cada minuto, de cada segundo, um momento de entrega e de partilha.

Não estou a divagar, tudo isso tem a ver com o pedido que gostaria de Te fazer neste Natal: TEMPO! Tempo para Ti principalmente, para estar Contigo, para Te levar sempre Comigo.

Peço-Te Tempo, Querido Menino Jesus, por estar convencido que o maior pecado dos nossos dias não é nem a nível ético, nem moral, nem social: é não termos tempo para nos deixarmos amar por Deus, Teu e nosso Pai. Podem os mais incautos pensar: e as agressões aos mais pobres e indefesos, e os egoísmos desta sociedade fechada num individualismo crónico, e o aborto que ceifa a vida sem lhe dar a oportunidade de participar, etc, etc, etc. Tudo por falta de amortudo relacionado com a falta de tempo para se deixar amar por Deus… QUEM SE SENTE AMADO NÃO AGRIDE, NÃO ODEIA, NÃO OFENDE NEM SE ISOLA! As igrejas vazias não são mais do que o reflexo da falta de amor que se vive actualmente por nunca se ter tempo para nada. Ainda não se percebeu que sem Deus concretiza-se a velha sentença latina: “Homo Lupus homini”. Não quero isto para mim… Por isso, querido Menino Jesus, dá-nos tempo para Ti, porque uma Sociedade sem Deus transforma-se numa sociedade predadora do próprio Homem.

Querido Menino Jesus, és Tu o aniversariante neste quadra que se aproxima. Dá-nos tempo para podermos abrir as nossas casas à Tua presença. Se não o fizermos a quem daremos os “Parabéns”?

Que o mundo que me rodeia não me oprima a ponto de me fazer viver como um escravo, que tenha momentos de descanso, momentos para os outros, mas, sobretudo, Menino Jesus, momentos para me encontrar Contigo a sós.

Feliz Aniversário para o meu Menino Jesus!

 

*O pe Ricardo Pimentel é ouvidor eclesiástico da Povoação

 

(O título deste artigo é da responsabilidade do Sítio Igreja Açores)