Cónego Adriano Borges faz balanço do ano letivo que agora termina

O balanço deste ano lectivo 2016/17, que agora termina, no que respeita à disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC) não podia ser melhor graças ao “desempenho de excelência dos nossos professores” referiu ao Igreja Açores o Cónego Adriano Borges.

Para o responsável pelo Serviço Diocesano de Apoio à Pastoral Escolar, “o empenho”, a “dedicação” e o “trabalho excelente” que realizam com os alunos, ao longo do ano, faz desta equipa uma “equipa muito competente” acrescenta o sacerdote.

O aspecto mais negativo prende-se com a falta de oferta da disciplina no Corvo.

“Continuamos com esta lacuna, e embora legalmente pouco possamos fazer, a verdade é que os pais e as crianças que gostariam de ter acesso a esta disciplina na escola do Corvo continuam a ser privados e isso entristece-nos”, lamenta o responsável.

A Escola Básica e Integrada Mouzinho da Silveira, na ilha do Corvo, é a única escola dos Açores que voltou a não disponibilizar o ensino da disciplina de EMRC.

Esta entrevista pode ser ouvida este domingo no programa de rádio Igreja Açores que vai para o ar ao meio dia no Rádio Clube de Angra e na Antena 1 Açores.

Na região, 63 professores asseguram a lecionação do primeiro ciclo ao secundário.

Destes professores 22 são sacerdotes, dois são diáconos e 39 são oriundos de outros grupos disciplinares, entre professores efetivos dos quadros de escola, efetivos do quadro regional e contratados. Existem, ainda, três docentes de EMRC nos Açores (todos padres) que se encontram de licença sabática em Lisboa, São Miguel e Califórnia.

As Escolas Básicas e Integradas da Ribeira Grande e dos Arrifes, na ilha de São Miguel, são as que possuem o maior número de docentes a lecionarem EMRC. Em cada uma delas estão colocados três docentes. No primeiro ciclo a disciplina de EMRC continua a ser assegurada, em muitas escolas, pelo professor titular. O maior número de alunos regista-se no segundo e terceiro ciclos, uma vez que no ensino Secundário o nível de desistências é muito grande.

A EMRC continua a ser a disciplina opcional mais escolhida pelos alunos, numa percentagem de cerca de 70 por cento.

Segundo dados do inicio do ano letivo passado, a  escolha desta disciplina foi  predominante no terceiro ciclo, que  registou mais de 5000 alunos inscritos em toda a região, sendo menor no ensino secundário que apenas registou 270 alunos matriculados. A Escola Secundária Antero de Quental, em Ponta Delgada, foi a que teve  mais alunos inscritos no Secundário.

São Miguel continua a ser a ilha com maior número de inscritos.