O primeiro grupo feminino a sair é da Lagoa

As conhecidas romarias quaresmais dos Açores, com particular destaque para São Miguel onde saem 54 ranchos, mobilizando mais de dois mil homens, começam a caminhada penitencial este sábado, altura em que o primeiro grupo feminino também se faz à estrada.

Muitas paróquias de São Miguel já têm o seu grupo formado e o primeiro a sair será o grupo de mulheres da ouvidoria da Lagoa que tem como assistente espiritual o Pe. Nuno Maiato. A 6ª romaria de senhoras, na Lagoa, partirá  este sábado, dia 9 de março, da paróquia de São José na Ribeira Chã, um dos extremos da ouvidoria em direção a Santa Cruz, parando em todos os templos desta ouvidoria da costa sul de São Miguel.

Na maior ilha da diocese sairão ainda as romarias da Fajã de Cima, na sua 9ª edição no formato de pernoita, tal como os ranchos masculinos, e a 18º Romaria feminina de Santa Clara que começa nesta paróquia de Ponta Delgada e vai até ao Convento das Clarissas nas Calhetas de Rabo de Peixe.

Na ilha Terceira há também dois grupos organizados: o Rancho de Romeiras da Conceição e o grupo de Caminhantes de Nossa Senhora Conceição. O Rancho de Romeiras é mais pequeno (30 irmãs) e segue de perto a doutrina e a espiritualidade dos romeiros.

O seu assistente, o cónego Francisco Dolores, reitor do Santuário de Nossa Senhora da Conceição, em Angra, considera a inserção feminina nas romarias “muito positiva”.

Em declarações ao Igreja Açores, o sacerdote que assiste também durante todo o ano o Rancho de Nossa Senhora da Conceição, que este ano vai realizar a XIII Romaria, a partir do dia 20 de março, sublinha que as mulheres “têm sido banalizadas ao longo dos tempos mas as grandes mudanças são sempre alavancadas por elas, mães de família”. Por isso, acrescenta, “quer no sentido religioso quer no sentido civil têm uma função fundamental que é a de preparar as novas gerações e, neste sentido, devemos dar-lhes maior protagonismo”, refere ainda o sacerdote.

As Romeiras de Nossa Senhora da Conceição realizam este ano a 7ª Romaria Quaresmal Feminina que sairá a 17 e 18 de março. A partida está agendada para os Biscoitos, terminando no santuário de Nossa Senhora da Conceição.

Na Diocese de Angra as romarias quaresmais fazem-se tradicionalmente no masculino. Grupos organizados de homens percorrem a ilha de São Miguel a partir do primeiro sábado da Quaresma até à quinta-feira Santa. Também nas ilhas Terceira e Graciosa há um rancho organizado que percorre a ilha seguindo o regulamento dos Romeiros de São Miguel.

As romarias de São Miguel cumprem 500 anos em 2022 e a Associação Movimento de Romeiros de São Miguel iniciou um processo de preparação da candidatura a Património Imaterial da Unesco.