Iniciativa decorre a 15 de novembro e destina-se a toda a igreja

O Serviço Diocesano da Pastoral Social e a Ouvidoria de Ponta Delgada organizam uma ação de formação, no próximo dia 15 de novembro, no âmbito da Escola de Formação Cristã da Ouvidoria, com vista à celebração do Dia Mundial dos Pobres que se assinala no domingo, dia 18.

A ação formativa, destinada a todos os agentes da pastoral social- paróquias, Conferências Vicentinas, Núcleos Cáritas, Centros Sociais e Paroquiais, Obra da Cadeia, Pastoral da Saúde, Pastoral Juvenil (Departamento Social), Pastoral da Família, Misericórdia, Clínica do Bom Jesus, Voluntários, Legião de Maria e outros-  tem lugar no Centro Pastoral Pio XII, a partir das 20h00.

Esta ação pretende por um lado “situar a Pastoral Social” na ouvidoria de Ponta Delgada, e responder às questões enviadas em conjunto com a Pastoral Social. Em causa está a resposta a três questões formuladas pelo Serviço Diocesano: quais as problemáticas sentidas em cada paróquia; que contributos pode ceder cada paróquia e como articular no terreno e em rede o trabalho entre todos.

Na segunda parte da sessão de formação haverá uma reflexão sobre a Mensagem do papa Francisco para o Dia Mundial dos Pobres e sobre as linhas de ação da Igreja no combate à pobreza.

Recorde-se que o Papa vai assinalar o Dia Mundial dos Pobres, a 18 de novembro, com uma Missa solene na Basílica de São Pedro, em Roma.

No Texto orientador para a celebração deste 2.º Dia Mundial dos Pobres, Francisco sublinha as “consequências sociais dramáticas” da pobreza e condena o que qualifica como “aversão” aos pobres.

“Quantos percursos conduzem a formas de precariedade: a falta de meios elementares de subsistência, a marginalidade quando se deixa de estar no pleno das próprias forças de trabalho, as diversas formas de escravidão social, apesar dos progressos levados a cabo pela humanidade”, frisa o Papa argentino.

No mesmo documento, Francisco lamenta a “aversão aos pobres” que hoje marca vários setores da sociedade e exorta a um “sério exame de consciência”.

Em Portugal, o Dia Mundial dos Pobres vai marcar a agenda de várias dioceses, de norte a sul do país, incluindo as das Regiões autónomas.

O Dia Mundial dos Pobres foi instituído pelo Papa Francisco há dois anos, inspirado pelo Ano Santo da Misericórdia, que decorreu entre 2015 e 2016.

“Não podemos esquecer-nos dos pobres: trata-se dum convite hoje mais atual do que nunca, que se impõe pela sua evidência evangélica”, apontou na altura o Papa argentino.

No calendário, a iniciativa está marcada sempre para o penúltimo domingo do ano litúrgico.