Pelo Pe José Júlio Rocha.

«A partir de então, muitos dos discípulos afastaram-se e já não andavam com Jesus.
Ele perguntou aos Doze: “Também vós quereis ir embora?”
Respondeu-Lhe Simão Pedro: “Para quem iremos, Senhor? Só Tu tens palavras de vida eterna”.» (João 6, 66-68)
O Discurso do Pão da Vida termina com um rotundo fracasso humano: depois de ter dado pão a 5 mil pessoas, depois de dizer “A minha carne verdadeira comida…”, todos O abandonam, até alguns discípulos. Ficam só os Doze. Desolado, Jesus pergunta-lhes se também O querem abandonar.
É então que Pedro tem a mais bela profissão de fé dos Evangelhos: “Para onde iremos, Senhor? Só Tu tens palavras de Vida Eterna”. Como quem diz: podemos procurar felicidade, sentido de vida em muitos lugares. Só a encontraremos em Ti.
Presa num campo de concentração nazi, Etty Hillesum escrevia a Deus: “São tempos temerosos, meu Deus: Tu não nos podes ajudar, nós é que temos de ajudar-Te”. Talvez Deus precise mesmo muito da nossa fé.