Projecto +Partilha da pastoral juvenil do Faial conquista simpatia popular

Iniciou-se no passado fim de semana (23, 24 e 25 de fevereiro) a campanha de recolha de bens alimentares sobre égide do projeto “+Partilha”. Esta iniciativa, da qual tomam parte a Cáritas, a Ouvidoria da Horta, a Pastoral Juvenil e o núcleo de Escuteiros da ilha do Faial, angariou 4407 quilos de bens alimentares que vão agora ser distribuídos a dezenas de famílias com crianças e jovens a viverem no limiar de pobreza, e a diversas instituições como o Colégio de Santo António, a Porta de Assis e a Associação de Pais e Amigos dos Deficientes da Ilha do Faial (APADIF), entre outras, informa uma nota do  serviço da pastoral juvenil do Faial.

A campanha decorreu nas três maiores superfícies comerciais do Faial e o balanço “foi deveras positivo”, podendo ainda ser melhor depois de contabilizados os bens doados durante os dias 1,2, e 3 de março em 19 minimercados em redor da ilha que optaram por se associar a esta nobre causa, salienta a organização.

“Aos muitos quilos já angariados podem-se juntar mais alguns que, com certeza, farão a diferença na mesa de carenciados com crianças e jovens no agregado familiar” apela o responsável pela pastoral juvenil, Pe Nelson Pereira.

Nota ainda para os cerca de 130 voluntários, com uma média de idade situada nos 26 anos, que se distribuíram pelo Continente, Coviran, Fayal Kompra e no armazém durante estes três dias. Dos 130 voluntários, 45 pertencem ao Corpo Nacional de Escutas e 52 às catequeses paroquias da ilha.

Para a organização o balanço é “muito positivo e superou todas as expectativas”, o que leva a planear uma nova recolha “para o mês de novembro deste ano”. O objetivo passa para que o projeto não se extinga neste período de tempo e possa abranger, no futuro, “outras faixas etárias e a recolha de outros bens a fim de serem distribuídos a agregados em dificuldades económicas”.