Sacerdote açoriano, natural do Nordeste, faleceu aos 77 anos

Faleceu esta madrugada o padre açoriano José Francisco Correia Pacheco, natural do concelho de Nordeste, na ilha de São Miguel. O sacerdote açoriano de 77 anos foi ordenado na diocese de Angra a 25 de maio de 1969

Foi prefeito e ecónomo do Seminário-Colégio do Santo Cristo, professor de matemática e de trabalhos Oficinais ( hoje EVT) e fez uma especialização em Religiosidade Popular na Universiudade Católica Portuguesa, dando um renovado impulso ao movimento dos Romeiros em S. Miguel.

Partiu para o Brasil a 6 de junho de 1997, a onde serviu até ao dia da morte.

Trabalhou na Diocese de Mogi das Cruzes, onde era o administrador paroquial emérito na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no distrito de Calmon Viana, em Poá.

O velório e a missa exequial  tem lugar às 14h00 desta terça feira ( 18h00 dos Açores) no mesmo local, e serão ambos presididos pelo bispo diocesano, Dom Pedro Luiz Stringhini.

“Rezemos por este nosso irmão presbítero que viveu de modo zeloso o ministério sacerdotal e que tanto bem fez à Igreja e ao povo de Deus; Rezemos por seus familiares para que se sintam confortados pela esperança da vida eterna e por nosso clero que sente a ausência deste sacerdote amigo e querido por todos”, pediu o vigário-geral da Diocese de Mogi das Cruzes, na rede social Facebook.