Por João Carlos Leite*

Querido Menino Jesus, vieste morar entre nós para que pudéssemos ser peregrinos de uma Humanidade divinizada. Sabes que o povo que te precedeu percorreu um longo caminho, com os seus respectivos altos e baixos, encontros e desencontros, para serem justos filhos de Abraão. Para tal, aperceberam-se que a errância era de alguma forma a sua natureza e a memória do Único que se deve adorar.

Mas poucos imaginaram que fosse possível – como se para ti alguma coisa fosse impossível – a Tua romaria para junto de nós. Mais: és um de nós! Os primeiros que Te reconheceram, no frágil Homem, foram uns simples pastores e uns magos do Oriente que vieram de longe para aferir a beleza do que tinha acabado de acontecer: a partir daquele momento, o Homem seria rei e Deus. Gostaríamos que renovasses continuamente o nosso olhar para que a cada passo Te reconheçamos no rosto de cada irmão. E adoremo-lo. Como só os errantes sabem fazer.

Amado Jesus Menino, como os pastores que te foram adorar, permite que Te louvemos e adoremos, de bordão numa mão, como teu pai adotivo José, na outra mão o terço que dedicamos à Tua extremosa Mãe Maria e, no nosso coração a Ti entregue, todas as nossas falhas, vivências, esperanças, lutas e procuras, acertos e falhas, mas sempre querendo encontrar a estrela maior, que és Tu.

Queremos Te agradecer, dizer obrigado por permitires que homens como nós sejam amados por Ti, como todos os outros. Romeiros homens, que frequentemente de Ti duvidam, que abundantes vezes tombam e reincidem, mas perpetuamente Tu estás lá, com o Teu Sorriso, Misericórdia e Amor, por vezes deitado do nosso lado quando estamos no chão, mas sempre pronto a erguer-nos quando deixamos que nos pegues pela mão.

Façais de cada irmão Romeiro um Presépio, uma Lapinha aromatizada de laranja e Oração, enfeitada de ervilhaca, trigo e Sorrisos, mas acima de tudo, que sejam Presépios de Amor e Alegria, Manjedouras de muita Esperança e Fé, que possam deste modo transmitir a cada um que passa nas suas vidas, o Verdadeiro Menino Jesus.

Seja para sempre Louvado o Deus Menino Aninhado nas Palhas do Coração de cada Homem de Boa Vontade!

 

*Movimento de Romeiros de São Miguel

(O título deste texto é da responsabilidade editorial do Sítio IA)