O sacerdote jorgense foi nomeado hoje arcebispo pelo Papa Francisco e será ordenado a 19 de março. O novo bispo será o representante da Santa Sé em Tiblissi, na Geórgia

O Papa Francisco nomeou hoje como arcebispo o padre luso-canadiano José Avelino Bettencourt, de 55 anos, chefe de protocolo da Secretaria de Estado do Vaticano, desde 2012.

O responsável foi ainda designado como núncio apostólico (representante diplomático da Santa Sé); tinha até agora o título de conselheiro de Nunciatura.

O Papa atribuiu ao novo arcebispo, simbolicamente, a titularidade da antiga diocese de Cittanova, no território da Croácia.

Será o primeiro Núncio de origem açoriana e o segundo português depois de D. António Monteiro de Castro. D. José Bettencourt é o 20º açoriano nomeado bispo, e enviado para funções fora do arquipélago, e um dos três bispos de origem açoriana vivos, para além de D. António de Sousa Braga (38º bispo da diocese de Angra e bispo emérito da diocese insular) e D. David Pimentel, bispo emérito no Brasil.

Em quase 500 anos de história têm sido vários os contributos da diocese de Angra para a Igreja no mundo  destacando-se entre outros D. José da Costa Nunes, bispo de Macau e camerlengo durante o pontificado do Papa Paulo VI; D. José Vieira Alvernaz, último Patriarca das Índias; D. Arquimínio da Costa, bispo de Macau; D. Jaime Goulart, primeiro bispo de Timor ou o Cardeal Humberto Medeiros que foi bispo de Boston.

Natural dos Açores (Velas de São Jorge), mas educado no Canadá, onde chegou apenas com 3 anos de idade, acompanhado pela família, o novo bispo trabalha no serviço diplomático da Santa Sé desde 1999 com o título de conselheiro de Nunciatura (equivalente a conselheiro de Embaixada).

Monsenhor José Avelino Bettencourt fez carreira diplomática no Vaticano é, desde 2007, chefe do protocolo do Vaticano e por ele passaram até agora todos os monarcas e chefes de Estado antes de serem recebidos pelo Papa Francisco. Encarregava-se ainda dos procedimentos relativos à credenciação dos novos embaixadores.

Ordenado padre em 1993, o Arcebispo de Otava pediu-lhe, em 1995, para ir para Roma estudar Direito Canónico. Por lá ficou, depois de ter sido convidado para o serviço diplomático da Santa Sé. Começou em 1999, na Nunciatura do Vaticano na República Democrática do Congo, onde assistiu à guerra civil e ao assassinato do presidente Laurent-Désiré Kabila, em 18 de janeiro de 2001.

Monsenhor José Bettencourt vai agora representar a Santa Sé na Arménia, onde a maioria do povo professa o rito ortodoxo. A sua ordenação tem lugar no dia 19 de março.