Entrevista de Dionísio Faria e Maia, Presidente da Fundação Pia Diocesana do Bom Jesus

A Fundação Pia Diocesana do Bom Jesus vai continuar a cumprir a missão assistencial em saúde, seja na excelência dos cuidados prestados seja como parceira do Serviço Regional de Saúde, garante numa entrevista ao programa de Radio Igreja Açores o novo presidente, o médico Dionisio Faria e Maia.

“O nosso maior desafio é estarmos ao lado do Serviço Regional de Saúde(…) Temos de continuar disponíveis para colaborar com as necessidades marginais ou outras do Serviço Regional de Saúde, como IPSS que somos”, afirma o médico que é ao mesmo tempo o Diretor Clínico da instituição.

“Somos parceiros da saúde e temos de complementar as ofertas. Somos a unidade de referência e  queremos que contem connosco, seja em que área for” enfatiza.

Na entrevista, que vai para o ar este domingo depois do meio dia na Antena 1 Açores e no Rádio Clube de Angra, o médico que substitui o cónego Adriano Borges na direção da Fundação, a quem deixa elogios pela “competência” na defesa do bom nome da instituição, fala nas metas já alcançadas e dos desafios que há ainda para alcançar.

“ Destaco a qualidade assistencial, a prestação de cuidados de saúde de excelência, tudo desenvolvido num quadro de equilíbrio financeiro” ressalva.

“Temos uma valência de cuidados continuados de média e longa duração, internamento, bloco operatório, cuidados de saúde de vários níveis seja ao nível do diagnóstico seja ao nível do tratamento” enumera lembrando que o grande passo que foi dado “na modernização de procedimentos na área administrativa e na área médica” foi “decisivo”.

“Tivemos de adequar, desde logo as instalações a uma resposta do século XXI dentro das valências que temos disponíveis. A adequação da instalações, a modernização e readaptação dos espaços…Com orgulho e sentido de responsabilidade conseguimos isso e no inicio deste ano fomos acreditados pela direção de Saúde”, avançou.

“Para nós foi o atingir de um patamar de excelência que qualquer unidade de saúde gostava de ter: a certificação e o reconhecimento da excelência dos cuidados de saúde que prestamos”, acrescentou.

“O outro objetivo que está em marcha é a informatização de toda a clínica. Está em marcha a informatização do processo clinico completando-se assim esta intenção de modernização”.

A entrevista de Dionisio Faria e Maia pode ser ouvida na integra este domingo na Antena 1 Açores e no Rádio Clube de Angra, no programa de Rádio Igreja Açores.