Realiza-se de 1 a 5 de março e será orientado pelo Vigário Episcopal para a ilha de São Miguel

A Diocese de Angra acaba de anunciar, através do seu porta voz, Cónego Hélder Fonseca Mendes, que se realiza de 1 a 5 de março, um turno de retiro “extraordinário” na ilha das Flores que será orientado pelo Vigário Episcopal para a ilha de São Miguel, Pe Cipriano Pacheco.

O retiro vai ter lugar na Aldeia da Cuada, na Fajã Grande, na ilha das Flores, “um sítio recatado que proporcionará o silêncio necessário à vivência própria de um retiro” disse ao Sítio Igreja Açores o Porta Voz da Diocese.

Neste retiro participarão para já os três sacerdotes da ilha, os padres Davide Barcelos (ouvidor), Ruben Sousa e José Alves Trigueiro, bem como os dois diáconos, Luís Silva Alves e Eurico Caetano. De resto, este retiro pelas suas especificidades servirá já de retiro preparatório com vista à ordenação sacerdotal de Eurico Caetano, que acontecerá no próximo mês de abril em São Miguel.

Embora o processo ainda não esteja concluído, tudo indica que o Diácono Eurico Caetano, professor de Educação Moral e Religiosa Católica na ilha das Flores, onde foi colocado depois da ordenação diaconal em agosto passado, na Ribeira Grande, não esperará pela ordenação de Pedro Aguiar, diácono desde o dia 8 de dezembro, prevista para o verão na ilha do Pico.

O retiro extraordinário do clero está, no entanto, aberto a outros sacerdotes. Recordo que a Diocese ainda terá mais um retiro, agendado para 6 de abril, no Pico, e que será orientado pelo Cónego António Rego.

Nas duas ultimas semanas cerca de seis dezenas de sacerdotes estiveram em retiro nas ilhas de São Miguel e Terceira, orientados pelo sacerdote claritiano Pe. Abílio Pina Ribeiro que propôs várias meditações sobre as bem-aventuranças, lidas a partir da exortação apostólica do Papa Francisco a Alegria do Evangelho.