Festa é presidida pelo Pe. Jacob Vasconcelos

A Paróquia Matriz de São Mateus, na Ilha do Pico, celebra o seu Padroeiro, o Apóstolo e Evangelista São Mateus, esta quinta feira, dia 21, uma festa que tem origem num voto popular que é cumprido há 299 anos.

Em 1718, na sequência de uma erupção vulcânica a população deste lugar foi obrigada a sair e levou consigo a imagem do apóstolo bem como uma coroa do Espirito Santo, prometendo, então, que se pudessem regressar com vida, haveriam de prestar homenagem ao Santo e coroar com aquela coroa do Divino. Outra particularidade é a promessa de distribuição de rosquilhas ao Povo no final da festa.

Há 299 anos que o fazem sempre neste dia e com a mesma devoção, refere uma nota enviada ao sítio Igreja Açores pelo pároco.

Esta quinta feira, e depois de uma novena de preparação, que contou com o envolvimento de todas as irmandades e instituições da freguesia,  a Missa Solene da festa será pelas 16h00, presidida pelo Pe. Jacob Vasconcelos, Secretário Particular do bispo diocesano, concelebrada pelo Clero do Pico, seguindo-se a coroação e a procissão com as rosquilhas. Serão distribuídas cerca de 3000.

Terminada a procissão haverá arraial com distribuição de rosquilhas e animado pelas Filarmónicas Lira de São Mateus e Lira Madalense.