Capítulo escolheu a irmã Lucília Maria Gaspar

A Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima reunidas em capítulo geral reelegeram a Irmã Lucília Maria Gaspar como Superiora Geral para os próximos seis anos.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, as irmãs da Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima informam que para além da reeleição da Superiora Geral também elegeram o novo Governo-Geral para o próximo sexénio.

A irmã Lucília Maria Gaspar vai ter o auxílio da irmã Maria de Lourdes Fernandes como assistente geral; na formação a irmã Maria de Jesus Silvério, para a missão foi escolhida a irmã Mafalda Leitão e a quarta conselheira, a irmã Maria dos Anjos Vieira é a secretária geral da congregação.

O XVI Capítulo Geral teve como tema ‘Redescobrimos juntas o dom que nos anima’ e participaram 33 Irmãs capitulares; a reunião magna terminou este domingo em Fátima depois de ter começado no dia 15 de julho.

No seu sítio online da internet, a Congregação das Servas de Nossa Senhora de Fátima explica que é uma família religiosa que vive de forma específica a “comunhão com todo o povo sacerdotal, sentindo, pensando sofrendo e trabalhando com ele, na unidade da Igreja Diocesana”.

“Contemplativas na ação e numa contemplação ativa”, nasceram por Luiza Andaluz, em Santarém, em 1923.

Esta Congregação, que esteve na Diocese de Angra até há dois anos, registou a entrada de uma açoriana no ano passado (Maria Rita Ornelas, paroquiana da Sé) e, conta, com algumas religiosas açorianas.

Atualmente as 189 irmãs, estão presentes em oito dioceses portuguesas- Beja, Lamego, Leiria-Fátima, Santarém, Setúbal, Guarda, Coimbra e Aveiro-  e espalhadas por sete países – Portugal, Guiné Bissau, Brasil, Angola Moçambique, Bélgica e Luzemburgo.

A vida pastoral da Congregação, em virtude do seu carisma, realiza-se na Igreja, com a Igreja e pela Igreja em comunhão com o Papa, expressa pelo voto de obediência da Superiora Geral, no dia da eleição.

A relação que a Congregação estabelece com os Bispos das Dioceses onde trabalha, tem sempre como lema “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim, segundo a vossa Palavra” o que manifesta o desejo de cada serva viver o seu compromisso no ministério redentor, como Maria, Mãe de Cristo Sacerdote.