14ª romaria envolve alunos da pré primária e do primeiro ciclo

Cerca de 200 alunos do Colégio de São Francisco Xavier, em Ponta Delgada, participaram esta manhã na 14ª romaria quaresmal, percorrendo as ruas de Ponta Delgada entre o Colégio e  a Igreja de São José, parando em três igrejas de Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora do Carmo e Senhor Santo Cristo dos Milagres.

Os romeiros por um dia,  frequentam as salas dos cinco anos e dos segundo e quarto anos do primeiro ciclo.

Os alunos saíram do Colégio pelas 9h30, acompanhados de cinco Romeiros do Rancho  de São Roque, trajando a indumentária própria do romeiro: o lenço, o xaile, o bordão, a saca e o terço. Atrás seguiam as meninas que levavam um lanche para oferecer aos “irmãos romeiros”`a chegada a São José e depois da celebração da palavra, com o Pe Norberto Brum.

“Com esta iniciativa pretendemos perpetuar a tradição das romarias quaresmais de São Miguel que são um legado espiritual e cultural desta terra”, sublinha a diretora do Colégio, Irmã Domingas Lisboa, acentuando “os valores, virtudes e vivências que importa preservar, no essencial, nas suas características originais, pois constituem um legado inestimável de Fé e Esperança dos nossos antepassados”.

A romaria é o culminar de semanas de preparação, onde toda a comunidade educativa e, principalmente, os alunos que sairam na romaria, se prepararam espiritualmente. No entanto, a “romaria é apenas uma pequena caminhada que não se esgota num dia nem no percurso”, refere a responsável ressalvando as “catequeses” e orientações transmitidas ao longo da preparação quer pelas educadoras, professoras e Irmãs, quer pelo Pe Norberto Brum, que “alertou os alunos para a importância de cada um ser romeiro durante todo o ano e não somente durante esta época quaresmal”, lembrando que “o verdadeiro romeiro, todos os dias, tenta ser bom, reza e trata o outro como um “irmão.”

A resta manhã animou os cânticos dentro da Igreja de São José,  lembra, ainda, o facto de liturgicamente se estar a viver a Quaresma- “tempo de conversão, penitência e meditação” que convidam “à renuncia, à doação e à oração”.

“No Colégio procuramos que as crianças se formem tendo em conta os valores cristãos e por isso não poderíamos descurar esta parte espiritual que contribui para a formação integral dos nossos jovens”, conclui .