O bode mais infeliz é o expiatório

O bode mais infeliz é o expiatório

Pelo padre José Júlio Rocha Deve ter sido em 1977, andava eu na segunda classe, na escola velha da Fonte do Bastardo. Era um miúdo calmo e sossegado, tímido e sem muita vontade de andar à bulha com a malta da turma. Contentava-me, nos intervalos, com examinar os mapas...
Os números valem reflexão

Os números valem reflexão

Por Renato Moura A prestigiada Fundação Francisco Manuel dos Santos divulgou, recentemente, os resultados preliminares do Estudo sobre os “Impactos económicos, sociais e políticos da Covid-19 em Portugal”. Alguns dos resultados obtidos da sondagem são no mínimo...