Ouvidoria de Vila Franca do Campo em São Miguel acolhe até 2 de setembro as iniciativas de um grupo de jovens missionários

A Ouvidoria de Vila Franca do Campo está a acolher, desde 5 de Agosto  e até 2 de Setembro, um grupo de 5 jovens missionários da Associação Equipa D’ África.

Esta associação, sedeada em Lisboa e que comemora 20 anos de existência, é uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento, que nasceu a partir das Equipas de Jovens de Nossa Senhora, através de um desafio lançado a alguns jovens do grupo: fazer missão em África.

Este ano, pela primeira vez, a Equipa escolheu a ilha de São Miguel.

“Já há algum tempo que a Equipa procurava atravessar o Atlântico e vir fazer missão nos Açores. Este ano, houve esta oportunidade e, felizmente, está a ser muito positiva. Estamos a colaborar com a Equipa Missionária, nomeadamente nas freguesias de Água D’Alto, São Miguel e Ponta Garça”, referiu o missionário Ricardo, que já está no seu 4º ano de missão.

Para a jovem Renata este trabalho “passa pela intervenção nos bairros sociais de Água D’Alto e Ponta Garça, através de actividades lúdicas e educativas com as crianças e jovens, bem como conhecer e estar com as suas famílias. Essencialmente, procuramos dar-nos a conhecer e mostrar a nossa total disponibilidade.”

“Ao chegarmos às paróquias, mostrámos a nossa vontade em colaborar no que fosse necessário. Nesta época de festividades, estivemos a cooperar nos bazares, na ornamentação dos tapetes para as procissões, a colaborar com os grupos corais, conhecer os movimentos, associações e instituições das paróquias e do concelho”, acrescentou.

Paralelamente ao trabalho desenvolvido, os missionários têm realizado actividades pontuais tais como: noites de testemunho intituladas de “Conversas com Missão”, nas quais existem breves apresentações de pessoas da equipa e da comunidade sobre a missão que cada um desempenha na sua paróquia. Esta noite de testemunho já se realizou em Ponta Garça e, devido ao seu sucesso, irá acontecer em Água d’Alto no dia 31 de Agosto pelas 20h30; também foi promovida uma aula de zumba, sob a orientação do Pe. Jason Gouveia, que contou com a presença dos paroquianos de Água d’Alto.

“No decorrer da missão, realizámos um retiro, no concelho de nordeste, acompanhado pelo Pe. Nuno Fidalgo. A existência de um retiro em todas as missões é fundamental para fazer o balanço e ponto de situação da missão, como também para auto reflexão, crescimento espiritual, fortalecimento do grupo” referiu Ricardo da Equipa D´África.

observar, integrar e receber de braços abertos a realidade desta comunidade, assim como dar a conhecer a Associação de forma a deixarem sementes para um possível regresso” foram objectivos sublinhados pela Equipa.

Esta associação procura melhorar as condições de vida das comunidades locais. Inicialmente, o foco centrou-se em Moçambique, tendo, à posteriori, a associação sentido necessidade de, também, fazer missão em Portugal. Desde 1998, já realizaram 112 missões e já conta com cerca de 500 voluntários. Estes são jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos que, ao longo do ano, recebem formação sobre “o ser e estar em missão”, em reuniões semanais de tema e oração, com base nos 4 pilares da equipa – a entrega, serviço, oração e vida em comunidade.

Para além destas reuniões formativas, mensalmente, existem os Campos de Trabalho, isto é, fins-de-semana de voluntariado em várias Instituições e contextos de missão: bairros sociais, casas de acolhimento temporárias e casas de saúde para doentes psiquiátricos. Anualmente, a Equipa realiza uma peregrinação a Fátima, na qual os voluntários discernem sobre o seu caminho e tomam a decisão de se proporem, ou não, para missão.

(Com Jorge Pinheiro de Sousa)