Bispo de Angra presidiu à missa por intenção dos membros já falecidos da Irmandade do Senhor Santo Cristo

O bispo de Angra desafiou hoje os cristãos açorianos a serem discípulos missionários de uma “igreja servidora”, que “se mostre”ao mundo “como a verdadeira esposa de Cristo” que “serve e testemunha” segunda a sua palavra.

“Temos de ser uma igreja de serviço dentro do contexto de comunidades servidoras, para que a igreja seja vista pelo mundo como servidora. Ninguém evangeliza por convicções pessoais ou ideologias pois só evangelizamos se formos fiéis à palavra de Deus”, afirmou D. João Lavrador na Missa desta segunda feira do Senhor Santo Cristo dos Milagres, durante a qual se fez memória dos irmãos falecidos da Irmandade do Senhor Santo Cristo dos Milagres.

“Desafio todos a serem capazes, dentro das suas capacidades a entregar o seu sofrimento, a sua ação em prol do outro, levando-lhe a boa nova de Jesus Cristo em gestos concretos”, esclareceu.

O prelado diocesano que, durante as festas do Senhor Santo Cristo já tinha desafiado os peregrinos a imitarem Madre Teresa da Anunciada na sua missão evangelizadora, voltou ao tema, explorando duas ideias chave: a necessidade de cada cristão fazer a sua experiência de fé em comunidade e depois cada um ser capaz de levar a boa nova de Cristo ao outro.

“A vivência em comunidade é fundamental para crescer na fé” disse o prelado lembrando que se temos esta experiência devemos ser dela testemunhas de forma a podermos cumprir a “missão de evangelização”

“A evangelização é uma prioridade pois ser cristão é estar com Cristo; mas isso torna-nos seus discípulos e o dever do discípulo é partir e anunciar a boa nova”.

“Há uma hospitalidade natural nestas ilhas mas era importante que a valorizássemos com uma espiritualidade cristã que, no essencial, consistirá em reconhecermos que o Senhor nos convida a uma relação de disponibilidade para o outro”, frisou ainda.

Por isso “ que cada um na sua vida, na família, se disponha e se disponha na magnitude de abertura de forma a que tudo o que fazemos nos coloque como testemunhas de Jesus cristo e a nossa vida seja disso um exemplo”, concluiu.

O prelado diocesano presidiu à missa por intenção dos defuntos irmãos da Irmandade do Senhor Santo Cristo, celebrada na Igreja do Santuário esta manhã.

Hoje é feriado em Ponta Delgada e o Governo Regional concedeu tolerância de ponto a todos os funcionários da administração pública regional por forma a que todos pudessem participar nas festas do Senhor Santo Cristo. Hoje repetem-se os espectáculos no coreto, entre cantigas ao desafio e concertos pelas bandas filarmónicas.