Proposta do Serviço Diocesano de Cultura e da pastoral juvenil da Lagoa quer promover uma nova experiência de Deus junto dos mais excluídos

Levar a experiência de Deus a jovens reclusos  e conduzi-los por essa nova experiência , através da arte, é o objetivo de uma iniciativa que terá lugar no próximo dia 9 de junho, de manhã, no Estabelecimento Prisional de Ponta Delgada, promovida em parceria pelo serviços Diocesano da Pastoral da Cultura e o  da  Pastoral Juvenil da Ouvidoria da Lagoa.

“O desafio aos jovens para serem apóstolos dos outros jovens, especialmente dos que se encontram em situações mais difíceis, percorrendo o caminho da inspiração, da beleza, da arte e da cultura” está na origem desta iniciativa refere uma nota enviada ao sitio Igreja Açores esta segunda feira.

Os jovens orientarão um workshop aberto aos reclusos que se inscreverem, no qual todos farão a experiência de Deus através da arte: pintura, teatro, coreografia, música, literatura.

No encontro, subordinado ao lema bíblico “Onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade” (2 Coríntios 3:17), será feita a memória do falecido Padre José Maria, que dedicou aos jovens grande parte da sua energia. A homenagem ocorrerá durante a Eucaristia que será celebrada.

“O objectivo do evento pastoral consiste na partilha de experiências de fé em Jesus Cristo por parte dos jovens, pela via da beleza, como impulso para uma maior abertura do coração aos outros e a Deus, e um crescimento interior da liberdade” referem os promotores.

“O Espírito de Deus inspira-nos a sermos artistas da vida, a nossa e a dos outros, para a embelezarmos com esperança, confiança e amor” conclui a nota.