Hoje assinala-se o 48º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

O Papa Francisco assinalou hoje no Vaticano a celebração do Dia Mundial das Comunicações Sociais, promovido pela Igreja Católica, e pediu que a comunicação esteja ao serviço de todas as pessoas.

 

“Que os meios de comunicação social possam favorecer um sentido de unidade da família humana, a solidariedade e o compromisso por uma vida digna para todos”, apelou, após a recitação da oração do ‘Regina Caeli’, perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro.

 

A celebração anual tem como tema, em 2014, ‘Comunicação ao serviço de uma autêntica cultura do encontro’.

 

“Rezemos para que a comunicação, em todas as suas formas, esteja efetivamente ao serviço do encontro entre as pessoas, as comunidades, as nações: um encontro fundado no respeito e na escuta recíproca”, declarou Francisco.

 

O Papa tinha dedicado a sua tradicional catequese dominical à Ascensão de Jesus, que nalguns países se celebra hoje (a festa litúrgica acontece 40 dias após a Páscoa, uma quinta-feira), convidando os presentes a repetir uma frase: “O Senhor está connosco”.

 

Francisco disse que Jesus levou para o Céu as suas “chagas” como um “presente” para Deus, simbolizando o perdão divino para toda a humanidade.

 

Cristo, acrescentou, continua presente “também através da Igreja”, que é chamada a “sair”, a “partir” em missão.

 

Uma obrigação que se estendo, por exemplo, aos mosteiros de clausura e aos doentes, “com a oração, com o coração aberto ao mundo, aos horizontes de Deus.