Reitor do Seminário diz que é uma alegria chegar ao dia da ordenação presbiteral: jovens partem mas deixam preenchida a satisfação pela formação

O novo Pe. Nuno Fidalgo, que hoje foi ordenado sacerdote, na Povoação, de onde é natural, recebeu pelas mãos do reitor do Seminário Episcopal uma bênção apostólica concedida pelo Papa Francisco para o exercício do seu ministério.

Na bênção apostólica o Santo Padre invoca a “abundância das graças divinas” para o neo-sacerdote.

“É uma grande alegria para o Seminário ver um jovem chegar a esta data: deixa um lugar vazio em Casa mas, é por outro lado, um motivo de satisfação porque é o atingir de uma meta”, referiu o reitor Pe. Hélder Miranda Alexandre que além de desejar felicidades ao novo sacerdote diocesano lembrou-lhe que o Seminário está sempre de portas abertas para o acolher.

O Reitor do Seminário que é também o responsável pela pastoral vocacional diocesana e pela pastoral juvenil na ilha Terceira aproveitou a ocasião para se dirigir aos jovens que participam no I Congresso Diocesano de Juventude para olharem para esta ordenação de “coração aberto a Deus”.

“Que este momento de encontro e de festa seja uma interpelação muito séria em relação ao Sim que poderão dar a Deus” referiu destacando que no próximo ano letivo o Seminário terá novos alunos- “gostaríamos de ter mais mas é o que temos”- e pediu-lhes  para que não fechem o coração a Deus.

O ouvidor, Pe. Ricardo Pimentel, sublinhou a honra que foi receber esta ordenação e pediu ao novo sacerdote que mantenha a fidelidade à missão “mesmo no meio das fragilidades”.

“Nuno contempla o Cristo homem quando te sentires fraco porque é a sua humanidade que nos dá força”, referiu o sacerdote, que é o atual pároco das Furnas, comunidade de origem do sacerdote recém ordenado.

Em nome da ouvidoria da Povoação, o ouvidor ofereceu uma casula ao Pe. Nuno Fidalgo, como símbolo da comunhão presbiteral e reafirmou a disponibilidade da comunidade eclesial da povoação para o acolher “sempre que necessitar”.

O Pe. João da Ponte, pároco da Matriz da Povoação, lembrou a festa que se fez nesta igreja que “exulta pelo teu ser e pela obra de Deus na tua vida”.

“O teu sim a Deus é uma bênção para nós”. Trata-se de um dia “de muita alegria para ti e para nós”. Neste dia também o Pe. Silvino Amaral celebrava os 60 anos da sua ordenação presbiteral.

António Santos, seminarista natural das furnas e colega de Nuno Fidalgo, lembrou as qualidades pessoais do neo-sacerdote e fez votos de que as consiga passar as comunidades que servirá.

“O Nuno é muito cativante e espero que ele consiga transmitir isso e tocar as pessoas. Sempre foi uma referência para mim, por ser mais velho. Apesar de termos caminhadas diferentes, aprecio muito a coragem dele”, referiu António Santos.

O Pe. Nuno Fidalgo, de 28 anos, celebra este domingo a sua Missa Nova, nas Furnas.

(Com André Furtado)