D. João Lavrador estará entre 7 e 15 de janeiro em São Jorge

O bispo de Angra retoma esta quinta feira a visita pastoral à ilha de São Jorge depois de a ter interrompido no dia 15 de março de 2020, no início do confinamento por causa da pandemia, que obrigou a igreja a suspender as celebrações com a participação de fieis.

A visita decorrerá de 7 a 15 de janeiro e levará o prelado diocesano a paróquias dos concelhos da Calheta e das Velas, bem como a contactos com as comunidades locais e instituições sociais e culturais. Na visita do ano passado apenas se concretizou a visita pastoral às paróquias da Calheta, Rosais e Santo Amaro.

Na altura tiveram de ser adiadas também as celebrações do sacramento da confirmação ou crisma que estavam a decorrer na ilha de São Jorge.

As visitas pastorais são uma forma de contacto com as populações, prevista canonicamente, e que visa a criação de condições para que o responsável máximo da diocese tome o pulso à realidade eclesial, social e cultural de cada uma das estruturas da Igreja local.

A ilha de São Jorge é uma das maiores em termos geográficos mas também uma das mais pequenas em termos populacionais. Entre os 28 lugares de culto, há  comunidades com pouco mais de 40 habitantes mas ainda assim, todas as semanas há pelo menos uma missa em todos os lugares de culto, seja ao sábado seja ao domingo.