Apesar da greve agendada, carreiras públicas vão funcionar no dia 6 de agosto

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, concedeu tolerância de ponto a 06 de agosto aos trabalhadores da Administração Pública Regional da ilha do Pico, por ocasião das festividades em honra do Senhor Bom Jesus Milagroso.

O despacho assinado por Vasco Cordeiro, hoje revelado, refere que as “festividades em honra do Senhor Bom Jesus Milagroso constituem o maior acontecimento de carácter religioso da ilha do Pico e, também, um dos maiores do género na Região Autónoma dos Açores”.

Considerando que o ponto alto daquelas festividades ocorre, anualmente, a 06 de agosto na freguesia de São Mateus, concelho da Madalena, é concedida tolerância de ponto neste dia aos trabalhadores e agentes da Administração Pública Regional, cujos serviços estejam sediados na ilha do Pico, adianta ainda o referido despacho.

Entretanto também os funcionários lesados da empresa Cristiano Lda, informam num comunicado, lido já pelo Reitor do Santuário anteontem, não irão fazer greve e as carreiras públicas previstas para o dia 6 de agosto vão realizar-se.

De acordo com o comunicado lido os trabalhadores adiantam que “ainda não tiveram qualquer resposta das entidades competentes, nomeadamente da Câmara de Comércio e Indústria da Horta e da empresa Cristiano Lda” e “apesar do problema não estar resolvido” “não vão aderir à greve por respeito ao Senhor Bom Jesus e aos seus romeiros evitando assim transtornos” na deslocação ao Santuário do Senhor Bom Jesus no dia 6 de agosto.

As festas do Senhor Bom Jesus Milagroso, na ilha do Pico, vão ser presididas este ano pelo bispo auxiliar de Braga, D. Nuno Almeida e têm como mote inspirador uma passagem dos Atos dos Apóstolos “Há mais alegria em dar do que em receber” (Act 20,35), a mesma passagem que inspirou as festas do senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, este ano.

A festa na ilha montanha arrancou a 27 de agosto com uma novena que está a ser pregada pelo cónego Ricardo Henriques, vice-reitor do Seminário Episcopal de Angra, ouvidor eclesiástico de Angra e pároco in solidum da Catedral diocesana.

O inicio oficial desta festa, em São Mateus, foi marcado pela procissão de transladação da imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso pelo exterior da Igreja, para o trono do Santuário seguida da celebração da Eucaristia, que este ano volta a ser presidida pelo Vigário Episcopal do Ocidente, Pe. João Bettencourt das Neves.

A festa do Bom Jesus do Pico, que se prolonga até dia 7 é uma das mais importantes das ilhas do triângulo, levando à ilha Montanha milhares de forasteiros.

As Festas do Senhor Bom Jesus Milagroso no Pico remontam ao ano de 1862, quando o emigrante Francisco Ferreira Goulart trouxe do Brasil uma imagem do Senhor Bom Jesus, cópia fiel daquelas que se veneram. Esta devoção já cá existia, venerando-se imagens do Senhor Crucificado, como se pode ainda ver nos Inventários das Igrejas Paroquiais. Mas foi a partir da chegada da Imagem a São Mateus do Pico, que mais se intensificou a devoção ao Ecce Homo.

O novenário termina amanhã,  3 de agosto. Durante este período o Santuário do Senhor Bom Jesus Milagrosos estará aberto 24 horas.

No dia 4 de agosto, é celebrada a eucaristia de encerramento do Novenário, seguida do Desfile de Filarmónicas, nomeadamente das  Filarmónica Lira de São Mateus,  Filarmónica Lira Madalense e  Banda sem Limite.

O dia grande da Festa é o dia 6 de agosto, que começa com  Alvorada pela Filarmónica Lira de São Mateus. A solene concelebração eucarística, presidida por D. Nuno Almeida, terá lugar às 16h00; segue-se o desfile de filarmónicas e a solene procissão. A festa termina com dois concertos pelas  Filarmónica União Faialense e  Filarmónica União Artista de São roque.

As festas do Senhor Bom Jesus encerram no dia 7 de agosto, com a Eucaristia com a Transladação da Veneranda Imagem do Senhor Bom Jesus Milagroso para a Sua Capela, às 19h30; um concerto da Tuna da Escola de Música do Centro Social e Cultural da Silveira seguido de outro concerto pela  Filarmónica Lira Fraternal Calhetense.

Paralelamente a este programa de natureza mais religiosa há um programa social associado, pontuado essencialmente por eventos culturais e recreativos. Entre eles destaque para o dia 2 de agosto com a Sessão Solene de homenagem a Ângelo Garcia, emigrante de sucesso, promovida pela  Câmara Municipal da Madalena e momento musical animado pelo Coro Entoemos e pelo Coro do Grupo Folclórico e Etnográfico Ilha Morena da Casa do Povo de São Mateus – Santuário, a partir das 20h30.

No dia 3 de agosto, pelas 21h30, realiza-se uma Folga de Chamarritas abrilhantada pelo Grupo Folclórico e Etnográfico Ilha Morena da Casa do Povo de São Mateus . No dia 4 de agosto realiza-se a X Regata de Botes Baleeiros – Terra do Bom Jesus Milagroso – organizada pelo Clube Naval de São Mateus – no Porto de São Mateus. À noite haverá desfile das filarmónicas.