Pe. Jorge Ferreira foi nomeado pela Conferência Episcopal no passado dia 14 de setembro

O açoriano Pe. Jorge Ferreira acaba de ser nomeado pela Conferência Episcopal Portuguesa vice-reitor do Colégio Português em Roma.

O sacerdote natural do Nordeste, Ilha de S. Miguel, nos Açores, nasceu a 8 de março de 1980; fez a sua formação no Seminário Episcopal de Angra e foi ordenado presbítero a 19 de junho de 2005.  Depois de ter exercido por um ano a missão de pároco in solidum na Graciosa foi enviado para S. Miguel como pároco da Maia, Lomba da Maia e mais tarde Porto Formoso. Entretanto, foi Ouvidor de Fenais de Vera Cruz. Em setembro de 2013 foi enviado a Roma para fazer estudos em Sagrada Liturgia, no Pontificio Istituto Liturgico de Santo Anselmo, onde atualmente se encontra a fazer o seu doutoramento e colabora como professor assistente dos cursos de Pastoral Litúrgica e Matrimónio. Colabora também com o Ufficio Liturgico do Vicariato da Diocese de Roma na formação litúrgica para leigos.

Nomeado vice-reitor no passado dia 14 de setembro, colaborará na direção do Pontificio Colégio Português, com o atual reitor, o P. José Fernando Caldas, da diocese de Viana do Castelo.

Em declarações ao Sítio Igreja Açores diz que é um desafio ao “qual espera poder corresponder” e assegura que quer “levar por diante” a sua especialização em Liturgia, devendo regressar à diocese dentro de dois anos, onde certamente irá leccionar Liturgia no Seminário Episcopal de Angra.

O sacerdote é um dos três açorianos que, neste momento, se encontram em Roma, a estudar, juntamente com o Pe Teodoro Medeiros, que está a completar o doutoramento em Sagrada Escritura e o Pe. Pedro Lima que este ano iniciou os estudos de licenciatura em Teologia Dogmática, na Universidade Gregoriana.

A Diocese de Angra é, de resto, uma das contribuintes “líquidas” para garantir o ratio da frequência portuguesa do Pontifício Colégio Português em Roma.

Desde a sua fundação em 1899, já passaram pelo Colégio mais de cinquenta sacerdotes açorianos para completar a sua formação académica seja ao nível da licenciatura seja de doutoramento.

O Pontifício Colégio Português em Roma é uma instituição da Igreja católica em Portugal, que há mais de um século acolhe sacerdotes para cursos de especialização teológica nas instituições académicas locais.

A admissão dos sacerdotes no Pontifício Colégio Português faz-se mediante a apresentação, por escrito dos respectivos Bispos diocesanos ou Superiores dos Institutos religiosos, enviados para aprofundar a formação teológica, filosófica ou pastoral.

Além do percurso académico, muitos fazem uma experiência de interculturalidade e de catolicidade. Alguns dos alunos já têm vários anos de vida sacerdotal e de experiência pastoral, o que por si pode proporcionar à comunidade um ambiente equilibrado de responsabilidade e maturidade humana, intelectual e espiritual.