Iniciativa tem lugar na missa dominical na Igreja de São José em Ponta Delgada, mas celebra-se também em toda a diocese

A maternidade é o “melhor exemplo do dom sincero e gratuito de si” afirma o Serviço Diocesano da Pastoral da Familia e Laicado no cartaz criado para a Bênção das Grávidas que ocorre no próximo domingo, dia 1, primeiro domingo do Advento.

“É o início de um caminho conjunto: mãe e filho, aos quais se associa o pai, os irmãos, os avôs e restante família” refere a equipa da pastoral familiar sublinhando que “esta bênção das grávidas pretende ser um momento simples, de especial agradecimento por estas novas vidas”.

A iniciativa promovida pelo Serviço decorre na missa dominical da Igreja de São José, em Ponta Delgada, mas é celebrada em praticamente todas as igrejas açorianas.

Esta celebração teve como ponto de partida o desafio lançado em 1995, pelo Papa João Paulo II, na Encíclica Evangelium Vitae, que denunciava o crescente desrespeito pela vida humana e afirmava ser “urgente uma grande oração pela vida que atravesse o mundo inteiro. Que do coração de cada crente se eleve uma súplica veemente a Deus, Criador e amante da vida”.

Assim, no primeiro domingo do Advento, tempo de esperança e de preparação para a festa do Natal, a Igreja quis associar-se de uma forma particular, às mulheres que se encontram para serem mães.